The Marriage Dowries of Peasant Families of Minho in the Modern Era

Maria Marta Lobo de Araújo, Alexandra Patrícia Lopes Esteves

Abstract


Our study focuses on the dowries of marriage of peasant families of Minho in the Modern Age and seeks to highlight the position of women at an important moment of your life-marriage. How to marry a daughter without a dowry was difficult, the families sought to provide them the best they could, resorting too often to the portion available to do so. 


Keywords


dowries, Minho, women, marriage.

Full Text:

PDF

References


Abreu, Laurinda (1999). Memórias da alma e do corpo. A Misericórdia de Setúbal na Modernidade. Viseu: Palimage Editores.

Araújo, Ana Cristina (1997). A morte em Lisboa. Atitudes e representações 1700-1830. Atitudes e Representações. Lisbon: Ed. Notícias, 1997.

Araújo, Maria Marta Lobo de (2001). A confraria do Santíssimo Sacramento do Pico de Regalados 1731-1780, Vila Verde, ATHACA; Caixa de Crédito Agrícola Mútuo, 2001.

Araújo, Maria Marta Lobo de (2011). Filha casada, filha arrumada. A distribuição de dotes de casamento na confraria de São Vicente de Braga (1750-1870). Braga: CITCEM.

Bel Bravo, María Antónia (2009). Mujer y cambio social en la edad moderna. Madrid: Ediciones Encuentro.

Bezerra, Manuel Gomes de (1992, Ed. facsimile from 1791). Os Estrangeiros do Lima, vol. 2. Viana do Castelo: Câmara Municipal de Viana do Castelo.

Cabral, João de Pina (1984). Comentários críticos sobre a casa e a família no Alto Minho rural. Análise Social, XX, 263-284.

Cabral, João de Pina (1989). Filhos de Adão, Filhas de Eva. Minho A visão do mundo camponesa no Alto Minho. Lisboa: D. Quixote.

Caldas, João Castro (1982). Pequenas explorações agrícolas familiares no concelho de Arcos de Valdevez. Terras de Val de Vez. Boletim Cultural nº II, 125-144.

Capela, José Viriato (2005). Economia agrária e subsistências. In Capela, José Viriato (coord.), As Freguesias do Distrito de Viana do Castelo nas Memórias Paroquiais de 1758. Alto Minho: Memória, História e Património (pp. 605-610). Braga: Casa Museu de Monção, Universidade do Minho, 2005.

Carvalho Joaquim Ramos de (2010). As sexualidades. In Monteiro, Nuno Gonçalo (coord.), História da Vida Privada (pp. 98-104). Lisboa: Círculo de Leitores.

Durães, Margarida (2005). Heranças: Solidariedades e conflitos na casa camponesa minhota (sécs. XVIII-XIX). População e Família, n.º 5, 213-214.

Durães, Margarida (2002). Qualidade de vida e sobrevivência económica da família camponesa minhota: o papel das herdeiras (sécs. XVIII-XIX). Cadernos do Noroeste, 17 (1-2), 125-144.

Esteves, Alexandra (2010). A transmissão do património familiar em Viana do Castelo através dos dotes de casamento na primeira metade do século XIX. In Araújo, Maria Marta Lobo de; Esteves, Alexandra, Tomar Estado: Dotes e Casamentos (séculos XVI-XIX), (pp. 57-72). Braga. CITCEM.

Esteves, Lídia Máximo, Barreto, Angélica Cruz, (1988). Aspectos do Traje Popular nos arredores de Braga na mudança do século (XIX-XX). Braga: Museu Nogueira da Silva.

Lima, José da Silva (2000). Festas. In Azevedo, Carlos Moreira, Dicionário de História Religiosa de História Religiosa. Lisboa: Círculo de Leitores, 2000.

Lopes, Maria Antónia (2008). A intervenção da Coroa nas instituições de protecção social de 1750 a 1820. Revista da História das Ideias, vol. 29, 131-176.

Martins, Moisés, Gonçalves, Albertino, Pires, Helena (2000). A Romaria de Nossa Senhora da Agonia. Vida e Memória da cidade de Viana. Viana do Castelo: Sports and cultural Group for shipyard workers in Viana do Castelo.

Movellán, Tomás Antonio (1997). Conflictividad y disciplinamiento rural del Antiguo Régimen. Santander: Universidade da Cantábria, Fundação Marcelino Botín.

Muriel, Nazzari (2001). O Desaparecimento do Dote. Mulheres, famílias e mudança social em São Paulo, Brasil, 1600-1900. São Paulo: Companhia das Letras.

Ordenações Filipinas, Book IV (1870). Rio de Janeiro: Edição de Cândido Mendes de Almeida.

Penedo, Cristina (1995). Alto Minho: comunidades rurais em mutação. Que implicações ao nível das formas de controlo social e na expressão da desviância. Cadernos Vianenses, 18, 53-64.

Pérez Álvarez, María José (1996). La Montaña Noroccidental leonesa en la Edad Moderna. León: Universidad de León, Secretariado de publicaciones.

Perrot, Michelle (1990). Maneiras de habitar. In Duby, Georges; Ariés, Philippe (dir), História da Vida Privada. Da Revolução à Grande Guerra, vol. 4, (pp. 71-82). Porto: Edições Afrontamento.

Pimentel, Alberto (1905). As alegres canções do norte. Lisboa: Livraria Viúva Tavares Cardoso.

Rabaté, Colete (2007). Eva o María? Ser Mujer en la época isabelina (1833-1868). Salamanca, Ediciones Universidad de Salamanca.

Ramos, Anabela (2010). Casar, mas receber dote: estratégias familiares na escritura dotal (Mangualde 1684/1715). In Araújo, Maria Marta Lobo de; Esteves, Alexandra, Tomar Estado: Dotes e Casamentos (pp. 73-84). Braga: CITCEM.

Reis, António, Matos (1993).Viana, a cidade através do tempo. Cadernos Vianenses, XVI, 17-19.

Ros Massana, Rosa (2010). Els capítols Matrimonials. Una font per la Història Social. Girona: Universitat de Girona.

Russel-Wood, A. J. R. (1998). A emigração: fluxos e destinos. In Bethencourt, Francisco; Chaudhuri, Kirti (dir.), História da Expansão Portuguesa (pp. 158-168) vol. III. Lisbon: Círculo de Leitores.

Sánchez Ortega, Marái Helena (1998). La «pecadora» como disidente social. In Vaca Lorenzo, Ángel (Ed.), Disidentes, Heterodoxos y Marginales en la História. Salamanca: Ediciones Universidad de Salamanca.

Serrão, Vicente (1993). O quadro humano. in Mattoso, José (dir.), História de Portugal, vol. III: Lisbon: Círculo de Leitores

Silva, Lina Gorenstein Ferreira da (2005). A Inquisição contra as mulheres: Rio de Janeiro, séculos XVII e XVIII. São Paulo, SP: Associação Editorial Humanitas/FAPESP.

Vaquinhas, Irene (2002). “Senhoras e Mulheres” na Sociedade Portuguesa do século XIX. Lisboa: Edições Colibri.

Vovelle, Michel (1998). Les âmes du purgatoire ou le travail du deliu. Paris: Gallimard.

Wall, Karin (1998). Famílias no Campo. Passado e Presente em duas Freguesias do Baixo Minho. Lisbon: Dom Quixote.




DOI: http://dx.doi.org/10.18533/journal.v2i11.274

Refbacks

  • There are currently no refbacks.




.............................................................................................................................

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License

.............................................................................................................................

If you find difficulties in submitting manuscript please forward your doc file to support@theartsjournal.org. Our support team will assist you in submission process and other technical matters.

In order to get notifications on inbox please add theartsjournal.org in your email safe list.

Journal of Arts and Humanities (Print) ISSN:2167-9045

Journal of Arts and Humanities (Online) ISSN: 2167-9053